Artigos

Segurança de classe
A PREOCUPAÇÃO dos governos com sua imagem em relação à segurança pública tem a ver com a forma com que a classe média-alta reage à insegurança. O Rio é um exemplo. Continue lendo →...
Brasil sai mal da crise
AS PROJEÇÕES catastróficas feitas após setembro de 2008 e a quebra de instituições financeiras nos EUA apontavam para crise tão grave quanto a de 1929. Mas não levaram em conta que o gasto do Estado em nível mundial, como proporção do PIB, é agora quase t Continue lendo →...
Indivíduo e política
CURIOSA CONVERGÊNCIA entre populismo, liberalismo tradicional e marketing político. Para eles, quem faz a história é o indivíduo, de acordo com a sua vontade. Assim se acha o líder populista, que se considera o próprio movimento Continue lendo →...
Últimas bolivarianas!
EVO MORALES , reeleito presidente da Bolívia, determinou a prisão de Manfred Villas, ex-oficial do Exército, ex-governador de Cochabamba e seu adversário mais próximo, com uns 20% de votos. Reyes já não estaria no país. Continue lendo →...
Resistência parlamentar
AS ELEIÇÕES parlamentares no Brasil ocorrem num quinto plano, como se não tivessem importância. Minimizadas pela cobertura da imprensa, ridicularizadas pelas aparições na TV e não alcançadas pelas pesquisas, os curiosos só vão descobrir o resultado da ele Continue lendo →...
Democracia cristã!
OS PARTIDOS DEMOCRATA--cristãos já foram um forte vetor político na América Latina. Hoje pouco representam. Continue lendo →...
Marketing viral?
ENTROU NA moda o marketing viral. Jovens agências vendem a ideia de que, por meio de ações na internet, pode-se produzir um efeito virótico, promovendo ou desmontando virtudes. Continue lendo →...
“Flash forward”
PROMESSAS DE candidatos são rotinas das campanhas eleitorais. Há uma questão mais complexa: a projeção dos cenários nos quais o novo governo atuará. Continue lendo →...
Oposição e Federação!
CRÍTICAS SOBRE a passividade da oposição no Brasil são cada vez mais amplas. Listam-se uma série de desvios do governo Lula e um certo silêncio da oposição no dia a dia do governo. Continue lendo →...
Novo príncipe
"EL NUEVO Príncipe" (editora El Ateneo), de Dick Morris (coordenador de Clinton em 2006), é leitura básica para entender a complexidade da comunicação política dos governos, muito maior que a do marketing eleitoral, pois ocorre dia a dia. Continue lendo →...
Pérfida Albion
CONSULTOR E porta-voz de governos da CDU, na Alemanha, hoje em atividade privada, Axel Wallrabeinstein esteve no Brasil palestrando sobre as eleições de setembro na Alemanha. Continue lendo →...
Formadores de opinião
Lukacs, em "Cinco Dias em Londres" (Zahar), analisando a designação de Churchill para primeiro-ministro, em maio de 1940, e a queda de Chamberlain (e sua política de apaziguamento com a Alemanha), avalia a dinâmica da percepção dos ingleses. Continue lendo →...
A agenda
O culto à personalidade chegou ao Brasil com pompas e circunstâncias. A elevada autoestima de Lula, exibindo-se todos os dias, por qualquer razão, terá o seu momento de apoteose com a exibição do filme "Lula, o Filho do Brasil". Continue lendo →...
Voto da direita
OUTRO DIA , o presidente Lula disse que essa será a primeira eleição em que a direita não terá candidato. Continue lendo →...
Chavismo por aqui?
Cada dia mais, políticos brasileiros -ditos- de esquerda perdem a inibição de elogiar Chávez. Continue lendo →...
Atomizar, polarizar
A pedagogia dos historiadores quase sempre busca uma data para marcar a fronteira entre períodos. O 9/11/1989, a queda do Muro de Berlim, é a data escolhida para o fim da Guerra Fria. Continue lendo →...
200 anos depois
Em 2009 e 2010, comemoram-se os 200 anos da independência das colônias hispânicas. Continue lendo →...
Brasília, 50 anos
Políticos seniors, que viveram a República de 1946, dizem que a melhor qualidade daquela Câmara de Deputados em relação à dos anos 90 era a sua localização no Rio. Continue lendo →...
JJOO 2016
Abril de 1993 , os srs. J. Havelange e R. Marinho sugeriram que se inscrevesse o Rio para as Olimpíadas, persistindo, pois não seria escolhida em uma vez. Continue lendo →...
A escolha do vice
A escolha do candidato a vice-presidente da República não tem tido relação com a questão regional. Imagina-se uma composição entre duas regiões do país, como se esta produzisse um efeito agregador. Continue lendo →...
« 1 2 3 4 5 »